Sempreeeee quis conhecer o Chefs de France, um dos restaurantes mais badalados do Epcot, com cardápio assinado pelo renomado Chef Francês Jérôme Bocuse, e essa vontade veio quando assisti uma entrevista dele para a Ana Maria Braga (ok ok ok sei que é tenso, mas adoro copiar umas receitinhas por lá, é que ultimamente não tenho tido muito tempo pra assistir TV) numa das visitas dele ao Brasil e nesta oportunidade o chef ensinou ao público o “prato favorito do Mickey’, que você pode ver a receita clicando aqui.

E se Mickey Mouse tem um prato favorito por lá é evidente que o restaurante é fantástico, claro que contarei tudo para vocês com detalhes, mas desde já adianto que o Chefs de France oferece uma daquelas refeições memoráveis que a gente faz na vida… nem em Paris comi tão bem, você tem que ir até lá experimentar, garanto que não vai se arrepender.

Visitamos o restaurante durante o Festival of the Arts e providenciamos a reserva com um pouco menos de 1 mês de antecedência já que decidimos conhecer o lugar “de última hora”, mesmo assim não tive dificuldade para encontrar um horário disponível, entretanto, como seguro morreu de velho, se você se encantar pelo Chefs de France e quiser mesmo conhecê-lo faça sua reserva com o máximo de antecedência possível (elas abrem com 180 dias de antecedência da data em que você pretende fazer sua refeição) e se você precisar de ajuda para fazer isso acesse nosso post completo sobre o assunto clicando aqui. Mas, caso você esteja no Epcot e decida fazer uma refeição divina no restaurante, ainda que você não tenha reserva há boas possibilidade de conseguir uma mesa se tiver um pouco de paciência para esperar (como em todos os outros restaurantes do World Showcase, exceto o Arkeshus, é claro).

Mas vamos ao que interessa, falar sobre como é viver essa experiência.

COMO É O AMBIENTE DO CHEFS DE FRANCE

Já disse aqui que acho incrível como os restaurantes (bem como a arquitetura e as lojas) localizados no World Showcase no Epcot são capazes de transportar o visitante para uma outra parte do mundo em apenas alguns passos, confesso que o que mais gosto no parque é a possibilidade de mergulhar em novas culturas num único lugar e o Chefs de France cumpre muito bem com esse papel, se você já visitou Paris, assim que avistar o restaurante verá como ele é idêntico aos clássicos cafés/bistrôs da capital francesa: o mesmo luxo, a mesma elegância e o mesmo requinte, e se você ainda não conhece Paris, esta é uma ótima oportunidade para se encantar pela Cidade Luz e traçá-la como seu próximo destino depois da Disney, é claro (até porque tem Disneyland lá também).

Esse “transporte” para Paris vem desde que você se dirige até o balcão de atendimento do restaurante para informar sua reserva (ou pedir por uma mesa) já que todos os atendentes são franceses (em todos os pavilhões de países do Epcot mantém-se essa prática, apenas nativos dos países representados no parque trabalham nos estabelecimentos). Na data da nossa visita, meu marido e minha pequena chegaram primeiro, pois eu estava batendo papo com a minha querida amiga Karin Arruda (ok, estou devendo uma matéria sobre ela aqui no blog agora que ela se tornou uma celebridade Disney), artista chiquérrima que compõe o seleto time da Disney Fine Art, da qual tenho maior orgulho e acabei me atrasando (que papelão! É que eu e a Karin sempre temos muito assunto pra colocar em dia, sabe comé né?!) então quando cheguei eles estavam só me esperando para entrar então quando cheguei já fomos recepcionados e direcionados para a nossa mesa.

O restaurante habita um prédio que recria um casarão de arquitetura parisiense com tetos altos, o chão composto por mosaicos que formam diferentes desenhos dependendo da área do restaurante que você está (o mosaico do chão da entrada é diferente do mosaico do chão do salão principal), além de disso toda a fachada é composta por vidros e grandes arcos de ferro que formam amplas janelas que dão aos visitantes vista ao lago do World Showcase. Embora o Chefs de France seja elegante durante o dia, ganha ainda mais charme e imponência à noite, com uma iluminação sofisticada.

Fachada do Chefs de France à noite

Assim que você chegar irá se deparar com grandes portas em vidro com letreiros contendo o nome do restaurante e ainda que você visite o restaurante durante o dia o Chefs de France está sempre com suas dezenas de luminárias/lustres acesas contribuindo para o requinte do ambiente e ao olhar para o teto você verá revestimentos todos trabalhados. Em todo o restaurante há plantas, quadros e champagne franceses (não é frisante nãoooooooooo migs é champagne mesmo) que contribuem para a decoração, já as mesas e cadeiras são em madeira e uma parte das mesas contam com sofás também.

Entrada do Chefs de France

Mesas cuidadosamente postas a espera dos visitantes

Vista interna do restaurante

Agora que você já sabe o que esperar do ambiente do Chefs de France é hora de falar sobre a melhor parte, a comida.

COMO É A COMIDA DO CHEFS DE FRANCE

Assim que entramos fomos direcionados pelo nosso simpático garçom francês que nos ofereceu um atendimento impecável desde a entrada até nossa despedida do Chefs de France. Após nos sentarmos ele nos ofereceu o cardápio e a carta de vinhos e começou explicando o sistema de funcionamento da casa que pode ser tanto por um menu de preço fixo, no qual o visitante escolhe dentre as opções oferecidas uma entrada, um prato principal e uma sobremesa (preço de USD39 no almoço ou no jantar, aos quais deve-se adicionar taxas e gorjeta que não devem ser inferiores a 18% – neste valor não está inclusa a bebida) ou à la carte, onde o visitante escolhe pratos à parte e paga o correspondente a comida escolhida. No menu de preço fixo há boas opções que podem ser escolhidas, entretanto, caso você não goste de nenhuma delas não é possível optar por um dos pratos oferecidos à la carte para substituir o de preço fixo.

De uma forma geral o cardápio de Chefs de France é muito democrático: lá você encontrará scargots, lagosta, camarão, salmão, carnes de boi, porco, pato e frango, saladas, sopa e até pratos vegetarianos como lasanha de legumes e o macarrão gratinado, ou seja, é praticamente impossível que nenhuma das opções te agrade (para acessar o menu completo clique aqui). A carta de vinhos e frisantes também é bastante variada para os restaurantes Disney, todos franceses, e possui vinhos de boas vinícolas e safras, você encontrará exemplares de Champagne Dom Perignon, Laurent Perrier, Veuve Clicquot e vinhos como Châteaua SImard, Amiral de Beychevelle e muitos outros rótulos.

Agora o ponto que acredito não ser muito positivo é a “sofisticação” do menu kids do restaurante, digo isso porque as crianças brasileiras que conheço não costumam ter o paladar que se agrada com o tipo de comida oferecida no Chefs de France mas conheça as opções, talvez seu filho como esse tipo de comida: filé de frango grelhado coberto com o molho de cozimento do próprio, bife de carne moída servido com pão de brioche, salmão grelhado, todos servidos com uma opção entre vagem, purê de batatas ou batata frita ou ainda uma massa com presunto queijo e molho bechamel (para acessar o menu completo clique aqui).

Mas, voltando à questão da nossa visita, assim que dissemos ao nosso garçom que faríamos a refeição à la carte ele fez questão de explicar prato por prato, salientando os pratos mais tradicionais da culinária francesa, bem como os que costumam agradar mais o paladar dos não-franceses, inclusive ele me sugeriu um drink tipicamente francês: o French Martini que leva vodka, licor Chamboard e suco de abacaxi, cobertos com espuma de limão, com framboesas e mirtilo, não tenho como descrever o drink, ao mesmo tempo que é suave tem um sabor marcante, a espuma de limão é um tanto adocicada enfim, é uma delícia e claro, super recomendo já que se tornou minha bebida alcoólica favorita no complexo Disney. Juntamente com o drink nos foi trazido o couvert (que não é cobrado): uma demi baguette (baguete pequena) bem quentinha, crocante por fora e macia por dentro acompanhada de manteiga, só com isto passaria o dia muuuuuito feliz.

French Martini

Demi Baguette com as manteigas – temperatura certa

Depois de devidamente apreciado meu drink fizemos nosso pedido, meu marido pediu o Canard aux cerises, que é peito e coxa de pato confit com cerejas, purê de batata doce e abobrinha, de acordo com ele o prato era maravilhoso e bem equilibrado com o adocicado das cerejas na medida certa, confesso que me recusei a experimentar, isso tudo porque tive um pato de estimação na minha infância e a minha mãe me disse um dia que ele iria para a fazenda viver com outros amigos patos, mas na verdade ela assassinou meu pato e o pior, me deu pra comer como se fosse frango, eu não comi e fiquei muito desconfiada, depois de anos descobrir que era meu amigo quack-quack (sacanagem #chatiada).

Canard aux cerises

E você lembra que me interessei pelo restaurante porque vi o chefe na “Namaria Braga” fazendo o macarrão favorito do Mickey? Então, claro que pedi o prato que motivou minha visita: o Gratin de Macaroni, que é um macarrão rigatonni com molho branco e queijo Gruyère, confesso que embora fosse bom achei um tanto seco, para o meu paladar faltou molho, então recomendo que você peça outro prato do menu, por favor me entendam: não é que o macarrão estava ruim, mas eu particularmente já comi melhores neste estilo entendeu?! Outra questão que preciso ressaltar é que os dois pratos (que são individuais) vieram muito bem servidos, mas acredito que não serviriam duas pessoas, mas pode pedir sem medo pois embora o Chefs de France sirva uma comida um tanto “sofisticada” não é aquele tipo de restaurante que te serve uma miséria no prato (eu como gordinha sei o quanto restaurantes que servem uma miséria no prato são irritantes).

Gratin de Macaroni

Embora já estivéssemos satisfeitos claro que a lombriga falou mais alto e pedimos a sobremesa que é a grande estrela do restaurante, o Crème Brûlée (clique aqui para acessar a receita), mais uma vez aconselhados pelo nosso garçom que acertou todas na mosca (sim, ele não me indicou o Gratin de Macaroni eu pedi motivada pela “Namaria Braga” mesmo). Quando ele chegou e dei a primeira colherada já me arrependi de ter pedido só um pra dividir com o meu marido kkkkkk, estava DI-VI-NO: temperatura exata, consistência perfeita e um sabor maravilhoso, recomendadíssimo.

Crème Brûlée

ESTOU COM CRIANÇAS PEQUENAS, VOCÊ INDICA?

Depende! Acredito que o Chefs de France não consiga agradar todas as crianças, principalmente as mais pequenas já que o menu não oferece opções muito simplificadas, incluindo salmão ou molho bechamel, mas de qualquer forma se isto não é um empecilho para o seu pequeno não há problemas,  além disso o ambiente é mais formal e sofisticado o que não é considerado um atrativo para a maioria das crianças, avalie bem antes de fazer sua reserva.

PREÇO

O preço do Chefs de France pode variar bastante a depender da sua escolha, neste dia nossa conta deu USD93 (sem taxas e gorjeta), o que dá USD46.50 por pessoa, mas acredite é possível comer bem no restaurante gastando em torno de USD35 por pessoa (a incluir taxas e gorjeta) e claro que você também consegue gastar muito mais caso decida ter uma experiência gastronômica completa harmonizada com Champagne e/ou vinho. Se você tem medo de se empolgar no cardápio e quer evitar surpresas uma boa opção é optar pelo menu de preço fixo que custa USD39.90 por pessoa (a serem acrecidos taxas e gorjeta que sugere-se não seja inferior a 18%).

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Conclusão: o Chefs de France está longe de ser meu restaurante Disney favorito, entretanto considero ele sempre uma ótima opção no Epcot, afinal o atendimento é sempre impecável, o ambiente agradável e a comida é sempre muito bem executada e saborosa, além disso o restaurante certamente é uma experiência bem diferente, já que oferece ao visitante a oportunidade de conhecer a cultura e a gastronomia francesa, eu recomendo.

Localização: Epcot, no World Showcase, no Pavilhão da França.

Preço médio: entre USD35 e USD50 para adultos e entre USD15 e USD25 para crianças (entre 3 e 9 anos)  tanto no almoço como no jantar, em ambos devem ser acrescidos impostos e gorjeta, que sugere-se seja de ao menos 18%.

Reservas são recomendadas (com até 180 dias de antecedência).

Recomendado para crianças pequenas: depende

Aceita Disney Dining Plan: 1 crédito de mesa.

Vai se divertir no Epcot e não sabe por onde começar? Acesse nosso roteiro para 02 dias clicando aqui.

Fique conectado durante toda a sua viagem à Orlando, compre um chip americano de telefone e tenha internet ilimitada clicando aqui.

Publicado em 01 de setembro de 2018 às 21h.